23.09.09

Olá, meu amor.

 

Estou há já 12 semanas em Portugal. Doze semanas estas durante as quais não pude ver-te, tocar-te, sentir o teu cheiro, olhar bem dentro dos teus olhos e imaginar-me lá.

 

Penso que a tua falta está a levar-me, lentamente, à paranóia. Todas as músicas me recordam momentos que tivemos juntos, penso ver-te na rua, na TV. Oiço alguém dizer o teu nome e, ainda que se estejam a referir a outra pessoa, és tu quem me vem primeiro à cabeça.

 

Sonhar contigo tornou-se um hábito: por vezes sonho que estamos juntos, felizes; outras vezes sonho que continuas com ela. Acordo com um vazio dentro do peito mas, ainda assim, feliz por ter visto, uma vez mais, esse sorriso enorme, que me aquece o coração.

 

Hoje pensei que tenho vontade de me apaixonar. Novamente. Não por ti, mas por alguém que me ame também. No entanto, a tua recordação não me deixa; estás sempre lá quando conheço pessoas novas, estás sempre lá quando penso que este ou aquele são simpáticos.

Não consigo, de forma alguma, deixar de os comparar a ti; até agora, todos sairam a perder. Como costumamos dizer, "you ruined it for any other guy". Obrigadinha!

 

Faltam duas semanas para voltar a ver-te, e o tempo não podia estar a passar mais devagar. Sinto-me em pulgas para te ver novamente - estou desejosa por dar-te o abraço que guardo para ti e receber o teu em troca. Por outro lado, sei que vais querer contar-me, uma vez mais (desta vez, pessoalmente), como foi levá-la a tua casa. Ao teu país. A conhecer os teus pais, e o quanto eles gostaram da sua nova nora.

 

E vai doer-me, como dói sempre que me falas dela. Mas vou sorrir, como sempre, e ficar feliz pela tua felicidade. Embora seja bittersweet, e me dilacere por dentro, saber-te feliz basta-me.

 

Amo-te.

música: Forgiven - Within Temptation
sinto-me: confusa
publicado por Amora às 00:25

"Hoje pensei que tenho vontade de me apaixonar. Novamente. Não por ti, mas por alguém que me ame também. No entanto, a tua recordação não me deixa; estás sempre lá quando conheço pessoas novas, estás sempre lá quando penso que este ou aquele são simpáticos.
Não consigo, de forma alguma, deixar de os comparar a ti; até agora, todos sairam a perder. Como costumamos dizer, "you ruined it for any other guy". Obrigadinha!"


é tão isto.
melody a 23 de Setembro de 2009 às 01:23

É, né? ;)
Amora a 6 de Outubro de 2009 às 17:00

Olá amiga querida agradeço mto as tuas palavras de carinho e venho dizer-te que tenho outro espaço e gostaria mto de ter ter lá ao meu lado se quiseres. Nunca me afastaria de ti porque aprendi a sofer contigo esse amor que me magoa quase tanto como a ti por te saber tão leal e desperdiçada. Que homem é esse? My God doesn´t he have eyes or any heart? Um grande beijinho. Obrigada Sindarin
My heart´s key a 23 de Setembro de 2009 às 12:38

Obrigada, minha querida, por te lembrares de mim! Vou, com certeza, visitar esse teu novo espaço!

Beijinhos
Amora a 6 de Outubro de 2009 às 17:01

voces tiveram algo?
S a 24 de Setembro de 2009 às 00:39

Define algo ;)
Amora a 6 de Outubro de 2009 às 17:01

um beijo?
S a 7 de Outubro de 2009 às 00:07

Já tivemos muitos beijos; infelizmente, não do género a que te referes. :/
Amora a 7 de Outubro de 2009 às 00:12

pois, mas nunca tentaste ter outro tipo de beijos...
S a 7 de Outubro de 2009 às 01:23

já li tu e fiquei quase sem palavras...
devias-lhe dizer o que sentes, devias mesmo, pois se não ficaras para sempre com essa dor no peito, conta-lhe quando tiveres com ele o que vai no teu coração...
S a 25 de Setembro de 2009 às 00:24

Olá linda,

Obrigada plas tuas palavras. A verdade é que tenho medo, medo que a nossa amizade, que eu valoro tanto, não resista a essa confissão.

Beijos
Amora a 6 de Outubro de 2009 às 17:02

pois, mas acredita que iria continuar a existir, pois uma amizade verdadeira não se deixaria abalar se não fosse correspondido, não perdes nada em tentar, só podes ganhar...
S a 7 de Outubro de 2009 às 00:08

São circunstâncias complicadas... ;)
Amora a 7 de Outubro de 2009 às 00:12

que podiam ser simples se quisesses.
S a 7 de Outubro de 2009 às 01:23

--Olá.Em tempos quando eu passava aqui ficava preso nas tuas palavras belas, palavras feitas gritos de sofrimento por um amor que não te olha da mesma forma! Hoje volto aqui e vejo a mesma dor, a mesma mágoa, a mesma incerteza... Linda, não é tempo de abrires o teu coração, soltares a presa e aproveitares a vida, abrires o coração ao mundo? Precisas de um amor diferente, um amor que te ame e te aceite, te entenda nas virtudes e nos defeitos, não precisas de um amor que nem sabe que esse mesmo amor existe.
BJ e bom regresso.
Gaybrioel a 27 de Setembro de 2009 às 11:01

Olá querido!

Long time no see ;)
Sim, é verdade, eu continuo neste impasse... Vamos ver se um dia saio disto!
Obrigada pla visita, volta sempre que quiseres.

Beijinhos
Amora a 6 de Outubro de 2009 às 17:03

E amar é exactamente isso, é sentir-se feliz por saber que o outro também está. Ainda que não seja consigo.

Muita força e continua :D
Em Fá Sustenido a 29 de Setembro de 2009 às 00:03

Obrigada pelo comentário ;)

Beijinhos
Amora a 6 de Outubro de 2009 às 17:04

Eu amo-te. Tu não sabes. Eu nunca terei a coragem de te dizer.
mais sobre mim
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
24
25
26

27
28
29
30


arquivos
2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
blogs SAPO